domingo, 31 de janeiro de 2010

Warriorulmus - Primavera 2011

Wariorulmus


28-04-2011














Primeira pinçagem da epoca.

Ulmeiro Chinês
Ulmus Parvifolia

Inicio     Menu

4 comentários:

Rui Ferreira 29 de abril de 2011 às 08:02  

Olá Rodrigo

Olhando as fotos que publicaste (embora seja dificil de ter uma ideia global da aparência da árvore) desculpa dizer isto mas acho que estás a basear a formação deste Ulmus demasiado no aramamento.
Assim como penso que não deves perder de vista o facto da árvore ser uma caduca e portanto o arranjo dos ramos ser diferente dos de uma conífera.
Quero dizer com isto que as massas foliares estão demasiado planas sem volume, como normalmente se formam os Pinus por exemplo.
Outra coisa que noto é que extendes demasiado o comprimento dos ramos deixando-os demasiado simétricos.
Formando uma caduca só baseado no arame faz na minha opinião a árvore perder o carácter proprio da espécie o que é pena.
Mas é claro que tudo isto depende do gosto de cada um e da sua maneira de trabalhar.
Só te queria dizer o que penso (sem me pedires a opinião!LoL).
Abraço

Rodrigo Sousa 29 de abril de 2011 às 20:13  

Olá Rui.

Sabes que não é preciso eu pedir opinião,é sempre mais que bem vinda e sabes que adoro falar contigo sobre os projectos e que só quem te conhece pessoalmente é que sabe que andes de tudo valorizas sempre a opinião de quem está a trabalhar a arvore e tentas sempre fazer os trabalhos em sintonia ouvindo e tentando perceber as ideias dos outros e ajustando ao trabalho.
Pode não parecer aqui na Net (é outro mundo),essa tua personalidade.Mas poucas pessoas conheço com essa mentalidade (e acima de tudo pessoas com grande experiencia,que normalmente ficam arrogantes e donas da verdade e com imposições sagradas,algumas até sem grande experiencia assim,mas prontos..) e que torna os trabalhos contigo uma coisa fenomenal de coleganismo e objectivo,que claro dá em amizade e satisfação em trabalhar em conjunto.


Aqui no Ulmus é dificil de explicar-te por escrito a maneira que estou a formar a arvore.
Só que agora para fazer-me menos confusão e não perder um pouco o "fio" dos ramos vou aramando para conseguir visualizar a arvore,isto claro devido á falta de experiencia.

Estou a pensar formar toda a arvore através das podas,e os ramos bastante compridos são guias deste ano praticamente,que estão a servir de ramos de sacrificio,a engrossar mais uns ramos que outros mais atrás,um trabalho engraçado e muito moroso para se ver resultados.

Um esquema se calhar um pouco esquezito ! e também não sei se é muito correto.

O objectivo é fazer as conecidades,controlando os ramos e as suas espeçuras mais atrás onde vão ficar para o desenho através da altura de crescimento,controlando através das guias.
Não tenho estado com muita pressa com ela,a minha ideia é construir a silhueta da ramificação muito bem feita (vamos lá ver se sou capaz) através dos anos,muito bem coneçadas e sinuosas,tipica das caducas centenárias, através das podas atrasadas.

Depois no fim da altura de crescimento fazer então a poda deixando já o que quero para a estrutura da arvore,isto com os anos e anos vái-se tornando mais facil e mais simples o visual da ramificação.

Rui sabes que existem dois ou três seções da arvore que está-se a construir apenas de uma rama com os raminhos que vão nascendo e guias.


O esquema de controlar espeçuras e voltar a cortar até á 1ª guia logo após o troço que já está defenido,dando aquele aspecto que adoro nos ulmus com a ramificação muito sinuosa e depois com os anos toda ela muito retrocida sem ter sido nada feito com aramagem.

Os arames são mesmo só para poder visualizar a arvore.

Rodrigo Sousa 29 de abril de 2011 às 20:14  

Desta forma penso que vai demorar muito mais tempo para ter uma arvore apresentável,do que estáva-mos a pensar.

O desenho penso que vai aparecendo e não tenho muito estabelecido,estou agora a gostar de dar movimento para a esquerda,com a copa a acompanhar esse movimento e a parte de trás com os ramos a acompanharem esse movimento também,todo através das podas.

Só que é um trabalho que não é visivel a curto prazo,dá a tal sensação que falas que está a ser formada de uma maneira plana e através de arames.

Agora o comprimento são apenas guias com arames.

Isto por escrito é muito dificil de te explicar.

Na altura de ir cortar tudo outra vez atrasado gostava de fazer contigo para veres a ideia e veres a arvore no seu todo e a perspectiva e conversar-mos sobre isto,mas vai ser dificil de ir aí,mais uma vez as minhas desgraças.
Não me vejo livre delas o que está-me a impossibilitar de ter como eu adorava aqueles relacionamentos entusiasmantes mais vezes com amigos e verdadeiros apaixonados por isto, e sobretudo em climas de amizade.

Penso que percebi a tua mensagem que é claro que agradeço e gosto e que me pôe a pensar tambem em erros ou inexperiencias com os projectos e que é uma enorme mais valia.

Um abraço de amigo e sempre que quizeres escreve para aqui a opinião ou coisas que achas que podiam estar melhores ou de outra maneira nos projectos,embora pela Web e fotos é sempre extremamente dificil,mas á coisas obvias que dá bem para ver por fotos.

Um abraço forte e que tudo corra bem no CBA anual,não posso ir nem pude ir á Catalunha nem pude mandar-te aquilo que te disse(uma telenovela Colombiana das mais reles).

o "comentário" teve de ser em duas mensagens não aceitava numa!!

Rui Ferreira 1 de maio de 2011 às 07:57  

Também com respostas tão longas até o computador entra em pane!!!LoL
Não! Estou a brincar!
Um grande abraço!

eXTReMe Tracker

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP