quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Punica Granatum - Principio de um projeto , Fim de um trabalho

A nossa Româzeira
Punica Granatum

Desde que adquiri á menos de dois meses(28-10-2009).
Até á data de hoje(3-12-2009).

 



Uma arvore que comprei num viveiro,e que devia estar lá,à uns anos ,quando a vi,foi amor á primeira vista.

É uma arvore que tenho gostado bastante dela e tem me dado bastante interesse, estes trabalhos preleminares ,apenas de tratamento de madeira morta.

Arvore ainda no viveiro uma semana andes de a adquirir.

Aconselhei-me com um amigo ,andes de a comprar ,que me deu desde logo varias dicas e pôs-me ao corrente do que me esperava com esta especie e tipo de material.


Uma arvore que chama muito à atenção devido á sua madeira morta muito apelativa e natural.
Em alguns sitios da Net que a publiquei,foi esse o feedback que recebi.
Bem como alguns conselhos e ajudas para o seu futuro.

Pois era nesseçario começar a trabalhar a sua madeira morta.
E com as minhas rudimentares ferramentas tenho vindo a trabalhar por fases, apenas e somente a madeira morta que é cerca de 90% da arvore e que chegou  em muito mal estado.


Pois vou mostrar os trabalhos que executei em vistas de tratar toda a madeira e deixa-la pronta para apenas pressisar de dar uns retoques de algum em algum tempo e poder-me dedicar completamente ao seu cultivo.

Fotos dessa fase que teminei esta semana e deram-me algumas horas de trabalho.

Limpeza de toda a madeira podreficada e isolamento da unica veia viva que possui:


Os permenores da limpeza executada com rudimentares ferramentas desde chaves de parafusos para relogios,até escovas de lavar os dentes,passando por puções e escovas de aço.

                                                  Resulta do primeiro trabalho

Fotos do segundo trabalho que realizei,que foi o disfarce dos cortes que trazia e apuramento dos mesmos

Kit de ferramentas Bonsaistas que utilizei.


Nos buracos fui mesmo para o berbequim,eram buracos ocos na madeira que precisavam de ser bem limpos de tudo o que estivesse a apodrecer.


Depois foi o trabalho demoroso ,mas interessante de trabalhar os cortes e disfarça-los.Bem como compor toda a madeira que foi "descarnada"





E o no final do principio deste projeto .
O resultado foi este:

Permenores da madeira da arvore.






Resultado no geral



Desta vez ,vou talvez mesmo buscar inspiração em arvores da especie e do mesmo carisma em Bonsai,algumas que publiquei aqui no Blog (Click Aqui).

Mas andes de qualquer especie de plano de massa verde,é imperativo a redução das raizes ,conseguindo assegurar a sobrevivencia da unica veia viva que possui.

Fim do principio

Inicio     Menu

5 comentários:

LUIS CUNHA 10 de dezembro de 2009 às 11:28  

Olá Rodrigo,

Esse trabalho de madeira morta a meu ver ficou excelente, muitos parabéns pela evolução.
Obrigado também pelas reportagens que apresentas que são bem agradáveis de se lêr...
Já tinha tentado felicitar-te pelos teus trabalhos várias vezes mas não conseguia deixar mensagens aqui no teu blog! mas pronto já está =)

Grande abraço

Nuno Encarnação 16 de dezembro de 2009 às 14:57  

A romanzeira está a ficar um mimo. Muito bom o trabalho de refinamento.
Agora é acertar com a outra parte que me parece que vai ser muito mais exigente mas também estimulante: cultivo, transplante e composição da massa verde.

Rodrigo Sousa 16 de dezembro de 2009 às 18:12  

Desculpem Luis e Nuno.
É incrivel mas só agora vi os vossos comentarios aqui no blog.Não chegava ao mail.Como costumo dizer,o computador tem botões a mais!!Mas já resolvi.
Ora benvindos e tudo de bom.

Luis muito obrigado pelas tuas palavras de elogios.
A Romanzeira como todos os projetos afeiçou-me a eles e depois adoro trabalhar neles,e tento sempre que fique pelo melhor,embora por vezes não consiga.
E este trabalhinho gostei de o fazer.

Nuno acho que tens razão totalmente,agora vai ser a parte viva que penso ser o mais dificil,pelo menos até estabilizar a arvore.

Nuno qualquer dia tens de publicar o teu Dulcis,que é uma base linda para explorares.
Cumprimentos aos dois e um abraço.

Nuno 24 de fevereiro de 2010 às 11:20  

Boas Rodrigo.
Como vai esta romanzeira?
Fizes-te um excelente trabalho nela. O que será mais dificil é ter a massa verde mais abaixo, mas com o tempo vai.
Um grande abraço

eXTReMe Tracker

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP