domingo, 3 de janeiro de 2010

Historia de uma base "ruin"!! - Observação Primavera 2010


-----------------------------------------
....Continuação da Historia de uma base ruin!!
-------------------------------------------------------------------------------

Fase 1


*******************************************

Primavera 2010

*******************************************

Ora  mais uma observação a esta arvore e consequente registo aqui no seu livro de apontamentos internautico.



Foi realizada a observação do crescimento das ramas,os cortes exprimentais que fiz no seu tronco cilindrico com objectivo de enrugar o tronco (sem trabalhar a madeira)  e a observação de alguns raminhos a aproveitar desde logo para a fase 2.

Quanto a observação dos Cortes no tronco:




Os primeiros resultados ainda muito prematuros,mas para já, são bastante desanimadores .
Apresentam-se bastante maquináveis,e com aspecto totalmente  artificial.
Mas o pior  é que parece agravar-se o problema  com o tempo ao invés de melhorar.
Sem  acrescentarem rogusidade ao tronco,pelo contrário a tendencia está em se afastarem e revelarem-se mais artificiais.


Quanto á observação do Diametro das bases dos Ramos:




Para não ultrapassar o diametro desejado,por vezes tem de ser observado.
Pois estão a evoluir e engossar mas ainda nenhum em riscos de ultrapassar a grossura desejada  para podar.Talvez na observação no fim do Verão  já algum ramo tenha finalizado a fase 1.


Quanto aos Brotes/ramitos que vou começando a aproveitar  para a Fase 2:






Estão como pretendido com os entre-nós curtos,que é o mais importante.
A unica intervenção que foi nesseçario realizar,foi limpar algumas guias à sua volta que tapavam a luminosidade aos raminhos a aproveitar.


De resto, uns pequenos ajustes nas ramas para manter sempre a sua ponta inclidada para cima para estimular o crescimento,  "ajudando" a seiva a correr.


E foi esta observação de Primavera e apontamendo da mesma.
No final do verão será de novo observado o comportamento desta Olea Europaea Sylvestris Cilindro...

Até lá "alimentação" 10-5-5 organica,e moderação na rega...




MENU KINTALL


3 comentários:

Rui Ferreira 15 de maio de 2010 às 08:35  

Olá Rodrigo

Penso que tens de aprender a esperar!!!
Se não me engano começaste o trabalho nesta Olea no ano passado e sinceramente o que me espantaria é se ela já começasse a criar casca com alguma aparência de idade ou outras características que deêm essa impressão.
Nas Oleas que tenho as que não tinham casca desenvolvida só a começaram a produzir passados 4 cinco anos em vaso, e isto depende ainda da idade e características genéticas do material que utilizas.
Penso que a tua experiência é válida e portanto tens de continuar com o trabalho.
Muitos Bonsai no principio dos seus treinos têm de passar por várias fases onde as suas aparências não mostram nada ao comum observador o seu trajecto futuro.
O mais importante é continuares a trabalhar na estrutura básica da árvore (engrossamento dos ramos principais,linha do tronco etc) e com o passar do tempo logo poderás determinar se esta experiência deu o resultado pretendido ou não e daí tirar conclusões.
Mas na minha opinião é ainda cedo para tirar conclusões.
Abraço

Leonardo Couto Arte Bonsai 16 de maio de 2010 às 00:35  

Olá Rodrigo!

Acho muito legal e cativante pegares uma planta bruta para começares a trabalhar em seu desenvolvimento. Sempre tive vontade de pegar uma assim e agora estou com uma junípero horizontalis, ou como chamamos aqui no Brasil, tuia jacaré e nem sei por onde começar... Penso em duas possibilidades, a longo prazo um moyogi, ou apressar um pouco o resultado estético e do tronco principal fazer um chamativo jin, trabalhar a planta bem na diagonal e do primeiro galho desenvolver a copa em pirâmide... Seria um resultado mais rápido e daria aspecto de mais idade à planta...
Boa sorte para ti e para mim!!
E parabéns pela planta, a meu ver ela tem tudo para ser um belíssimo bonsai e fonte de satisfação para você que será quem o vai conduzir do início ao fim!
Forte Abraço

Leonardo Couto

Rodrigo Sousa 17 de maio de 2010 às 02:17  

Olá Rui,bons dias.

Rui o objetivo desta 1ª fase experimental era mesmo o "vite-fait",rapidamente,sem dó nem piedade...Fazia-se uns cortes perfundos na base do tronco,os cortes ao sararem ,encustavam e enrugava-se ,sem utilizar qualquer trabalho na madeira,mas quanto aos cortes dá para perceber desde já que estão a afastarem-se,com o resultados completamente contrários ao objetivo,nestes meia duzia de dias que passaram. Depois as fases seguintes serão então as fase que falas,construir a arvore com o tempo (e bastante),aí já sem qualquer preocupação temporal,saboreando todo o processo e os tempos para conseguir uma ramificação (neste caso) naturalista da especie.

É engraçado ir apontanto os resultados,quase experiencia fisico/quimica.Este escolhi para registar todos os trabalhos minusculos que sejam,em tempo real..
E os teus comentários já sabes que são mais valias,qualquer conversa ou palavras que lei-a são sempre ensinamentos que registo no computador sem botões,e lembro-me muitas vezes deles (quase sempre) cada vez que pego em alguma planta..

Viva Leonardo muito benvindo e está á vontade para comentar sempre que quizeres,o que agradeço e gosto.
É verdade o Bonsai,para quem gosta claro(gostos não se discutem,tenho um familiar que faz coleção de relogios ?!! E tem um nº astronomico de fãs numa pagina do facebook ?!!)...é apaixonante cada trabalho que se realiza,e são bastante diversificados,desde a alegria de criar um Bonsai desde semente, a alegria de experimentar limites ,até a alegria das bases que a natureza já criou anos a fio e trabalhar toda a tecnica que tem vindo passando de mestres para descipulos,nestas centenas de anos e aplicar o melhor que sabemos(uns melhor outros pior).

Este cilindro dá-me gosto,como todas as plantas que tenho para transformar em Bonsai,e claro é interessante que haja mais pessoas que partilhem gostos semelhantes,obrigado por o partilhar fico sempre interessado,e adoro projetos feitos com gosto,como se percebe bem pelas suas palavras acerca de seu "Jacaré".
É a nossa paixão,há quem lhe dê para os relogios!!?!

Cumprimentos para o lado de lá do Atlantico e outro para o lado de lá da Serra de Monchique.
Rodrigo ou Sousa

eXTReMe Tracker

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP