sábado, 1 de outubro de 2011

KINTALL Big Brother - EPISODIO DÉCIMO



EPISODIO DÉCIMO

 YAMADORI EM TERRENOS AGRICOLAS
OLEA EUROPAEA var.SYLVESTRIS
(1ªparte)


No meu Kintall,estão sempre a acondecer muitas actividades,que se podem tornar como  Bonsaistas..




Uma pessoa amiga,uma conversa,e nos proximos dias -- irei fazer de maquina de limpeza de Zambujeiros num terreno particular.






Um terreno com bastantes Oleas Europaea Sylvestris,que como o nome  indica crescem furtivamente.
Foram "ficando" por varias razões,e cercando algumas arvores de cariz agricola frutiferas,pressisamente por isso mesmo.. semeadas por os passaros que vão petiscando os frutos maduros.

A limpeza do terreno,e desta especie tão agradavel para realizar arvores miniatura,e tão nefasta para um terreno com objectivos agricolas.(A menos que seja um Oliveiral propositado enchertado).
Por essas razões é de vontade do proprietario,a remoção destas arvores..Porém,não é dos trabalhos mais faceis..

Algumas partes do terreno,o trabalho dispendioso das maquinas para fazer esse serviço,foi utilizado..O que me facultou desde logo algumas bases para enraizar...







Porém com a dimensão do terreno,e por questões monetárias,sobraram ainda bastantes arvores para retirar.

E é aqui que entro eu,na parte mais desagradavel do Bonsai....
O trabalho bastante cansativo,das recolhas,e extunuante por vezes.
Procurar  é francamente agradável,aqueles passeios inspiradores e des-stressantes..recolher já não é o mesmo.
Sem duvida muito mais agradavel os yamadori em hortos ou viveiros,o problema é que nem sempre  se encontra material satisfatório de certas especies nos viveiros.

Ora sem duvida é o que sucede com esta especie,que em diversas situações é uma das unicas formas de aquizição de bases interessantes para trabalhar,o yamadori e a estaquia de arvores mãe na Natureza.

No caso deste meu Episódio Bonsaista,a quantidade de escolha é enorme..
Bases que cresceram na secura bastantes anos embaralhadas com muitas especies silvestres e em competição por agua e alimento,o que possibilita algumas hipoteses de encontrar alguma miniaturização na propria Natureza,e formação de cascas precorsemente e compactadas.



Em baixo algumas fotos da quantidade de arvores,que darão bastantes meses de trabalho a limpar,e da minha parte apenas limparei as que gostar da base (dificil de entender pelo meu amigo e proprietario do terreno).














Ao ter conhecimento de tal facto,prontifiquei-me imediatamente para "ajudar " a retirar as mais "feias" (mais uma vez,dificil de compreender pelo meu amigo e proprietario do terreno),nalguns tempos livres que tenha.

Hoje foi o primeiro episódio deste dia Bonsaista,no que diz respeito à  aquizição de "material" autocne para trabalhar.

O primeiro de alguns (bastantes) trabalhos que terei.Foi percorrer uma extenção bastante grande,a observar a base das arvores junto ao solo, adivinhando o resto da parte a aproveitar (submersa no solo) caracteristica desta especie.

Não foi também um trabalho simples.
Arvores enormes,bases gigantescas (bonsaisticamente falando),alguma dificuldade em algumas em perceber se teriam futuro como Bonsai,e noutras dificuldade só para visualizar as bases.

 

Fotos de exemplos que não tinham qualquer hipotese como Bonsai:





Depois de rebuscar bastantes arvores,por hoje escolhi algumas  para os trabalhos dos proximos dias.


O primeiro foi deixar  as bases "prontas" para fazer a recolha :
 Serrar e serrar e serrar e limpar...
















Uma outra...









E vai sendo assim o dia a dia Bonsaistico do meu Kintall,este capitulo com direito a varias partes...
A recolha!!
O tratamento pós recolha e pré envase!!
O envase!!

Enfim um Bonsaista amador tem sempre que fazer,e vou publicando por aqui em formato BigBrother.


12 de JULHO 2010
EPISÓDIO DÉCIMO




0 comentários:

eXTReMe Tracker

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP